domingo, 27 de maio de 2012

MINISTÉRIO DA SAÚDE RECEBE COMISSÃO DA CONTAG EM REUNIÃO SOBRE A PAUTA DO GRITO DA TERRA BRASIL 2012

23/05/2012
No começo da tarde de ontem, dia 22 de maio, representantes das áreas técnicas do Ministério da Saúde, se reuniram com o secretario de Políticas Sociais da CONTAG, José Wilson Souza Gonçalves e dirigentes das Federações de Alagoas, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Piauí e Distrito Federal.
Da parte do Ministério da Saúde estiveram presentes os representantes da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP) , Kátia Souto, da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/DEGES), Vanusa Gomes, daSecretaria de Atenção a Saúde/Departamento de Atenção Básica(SAS/DAB) , Dirceu Klitzke, do  Departamento de Apoio à Gestão Participativa (DAGEP) Maria Nagy, do Departamento de Assistência Farmacêutica/ Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Insumos Estratégicos (DAF/SCTIE), Rodrigo Fernandes, e do Sistema Único de Saúde (SUS), Carlos Augusto,. Representando a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), Geraldo Melo, e a CONASS, Jurandi Frutuoso.  
Nesta reunião foram apresentados pela secretaria de Políticas Sociais os pontos da pauta relacionados à saúde no campo para serem levados ao ministro Alexandre Padilha. Estes tópicos dizem respeito ao melhoramento do serviço do SUS para a população do campo e das florestas, que hoje se revela crítico devido a falta de médicos e outros profissionais de saúde e mau atendimento, saneamento básico no meio rural, fator essencial para a saúde das pessoas e que não está nem perto de ser suficiente, a falta de fiscalização e controle do uso de agrotóxico nas produções agrícolas, seus impactos na saúde humana e a necessidade de atenção para a saúde das crianças e adolescentes.
Ao longo da reunião, os dirigentes das FETAGs deram depoimentos sobre a situação de seus estados, que explicitaram a urgência na resolução de algumas necessidades.  Atualmente falta um plano de metas do governo para estruturar a rede publica de saúde nos municípios abaixo de 50 mil habitantes. Entre as propostas para o problema está a formação de profissionais de saúde nos próprios municípios, para não depender dos profissionais das capitais que precisam de todo um processo de convencimento para assumir o trabalho no interior.
Em resposta ao que foi apresentado, Geraldo Melo explicitou o ponto de vista da FUNASA, assumindo as falhas dos sistemas e explicando as dificuldades atuais, como falta de planos municipais de saneamento, não priorização das áreas rurais e políticas específicas. A equipe do ministério deu sugestões para complemento das pautas e anunciou algumas políticas que já estão sendo trabalhadas junto ao governo e a presidência. “O Ministério da Saúde tem feito grande esforço pra melhorar esse sistema de saúde. Estamos dispostos a aumentar nossa participação”, garantiu Giliate Coelho Neto, da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde.
Foi planejada uma reunião para debater políticas e pontos específicos com a FUNASA, CONASS, CONASEMS E MS. A CONTAG aguarda uma reunião diretamente com o ministro da saúde até a próxima semana.

Mulheres do Serido em Marcha

Aconteceu hoje (07), pela manhã a 5° Marcha das Margaridas do Seridó na cidade de Acari, Mulheres de todo o Seridó foram as ruas de Acari m...