terça-feira, 29 de outubro de 2013

Ações para enfrentamento da estiagem marcam primeiro dia do Semiárido Show

Ações do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), como o Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF), o Garantia-Safra e o Seguro da Agricultura Familiar, foram destacadas pelo secretário da Agricultura Familiar do MDA, Valter Bianchini, no primeiro dia da Feira Semiárido Show, a 40 km de Petrolina (PE).
Durante o seminário Programas e Ações Emergenciais e Estruturantes de Enfrentamento aos Efeitos da Seca, Bianchini ressaltou a importância de ações estruturantes como a reforma agrária e o crédito fundiário para desenvolvimento da agricultura familiar. “Nós temos um conjunto de medidas importantes para a agricultura do Semiárido. É um conjunto de alternativas adequado às especificidades da região”, explicou.
Algumas políticas do MDA foram adaptadas ao clima da região para melhor atender aos agricultores que sofrem constantemente com os efeitos da estiagem. “São ações como recuperação, fortalecimento de cultivos alimentares e sistemas de policultivo, lavoura e pecuária, tudo que é muito forte na região. Além disso, cursos de agroindustrialização, diversificação e agregação de valor com produtos típicos da Caatinga e diferentes formas de irrigação sustentáveis”, enumerou o secretário.
De acordo com Bianchini, outra medida importante para os produtores locais são as linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). “Temos um volume importante de crédito. Temos a possibilidade de ampliar as cooperativas de crédito da região que podem ter um trabalho complementar muito importante e fazer deslanchar o crédito no Semiárido como alternativa de ação estruturante para consolidar os sistemas de produção”, ressaltou.
Com o intuito de melhor adaptar as políticas às características regionais, o secretário adiantou que outras ações estão sendo reestruturadas. “Estamos desenhando a política para que, nesse Plano Safra, a gente consiga estender o programa de crédito para além do micro e para que o PGPAF e o Seguro da Agricultura Familiar sejam instrumentos adequados nas operações de crédito na região”, destacou.
Conforme o secretário, foram trabalhadas possibilidades de sistemas mais adequados à agrobiodiversidade regional. “Queremos trazer a possibilidade de ter a garantia de uma política de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para o Semiárido. Já estamos trabalhando e vamos ter chamadas públicas de Ater específicas para a região”, informou.
Também participaram do seminário os representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Renato Saraiva, e do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Wilson Vaz de Araújo.
Tássia Navarro
(61) 2020-0227 / (61) 2020-0262
imprensa@mda.gov.br

STR Goianinha faz sua previsão orçamentária

STR de Goianinha comemora com seus associados e associadas as festas de final de ano. Ao mesmo tempo fez sua previsão orçamentária para o ex...