sábado, 16 de março de 2013

Talentos transformam as vidas de mulheres brasileiras


Modelos delicados, que se destacam por suas cores e texturas, elaborados de forma sustentável com matéria orgânica, abundante na natureza. Das árvores saem palhas de buriti e babaçu, as folhas de tururi e sementes de todos os tipos e tamanhos. Dos rios vem o couro e as escamas dos peixes. A isso soma-se, ainda, uma infinidade de outros materiais como a juta, o sisal, as sobras de madeira, do látex, do bagacilho de cana, o algodão orgânico, a lã e a crina de cavalo. Assim nasce o trabalho que transforma a vida e a realidade social de milhares de mulheres que participam do Programa Talentos do Brasil Moda.

Criado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Talentos do Brasil oferece a um número cada vez maior de mulheres a possibilidade de resgatar e fortalecer sua cidadania a partir de suas próprias raízes, valorizando sua identidade. Assim surge um produto tipicamente brasileiro, feito pelas mãos das artesãs da agricultura familiar.

Atualmente duas mil agricultoras familiares participam de 15 grupos organizados em todo o País, distribuídos por 12 estados: Amazonas, Tocantins, Pará, Maranhão, Piauí, Paraíba, Bahia, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Essas mulheres têm conseguido – a partir da arte do ‘feito à mão’ –, desenvolver um trabalho solidário, coletivo, cujo foco é a geração de renda e independência econômica das mulheres, com responsabilidade social, cultural e ambiental.

O uso de técnicas tradicionais, muitas das quais ameaçadas de extinção, aliadas à renovação constante de oferta de produtos, desenvolvidos dentro de temas culturais locais faz com que cada peça tenha uma história única.

O resultado de tamanho esforço e envolvimento não poderia ser outro: as peças ultrapassaram as fronteiras, conquistaram o mercado internacional e hoje fazem sucesso em eventos como o Salão Prêt-À-Porter Paris, na França; o Rock’n Rio Lisboa, em Portugal; a feira Project Las Vegas, nos Estados Unidos; e a Biofach, na Alemanha. O Programa já exportou para Inglaterra, Alemanha, Mônaco, França e Holanda.

Desde o seu surgimento, em 2010, até o final do ano passado, o Talentos do Brasil já movimentou R$ 344 mil – uma média de R$ 114 mil por ano. Paralelamente às vendas em feiras, a inserção no mercado online permitiu que seus produtos fossem conhecidos e vendidos em qualquer lugar, mostrando ao mundo quais são os Talentos do Brasil.


Sobre o Programa

O Talentos do Brasil estimula a troca de conhecimentos, reforça a identidade cultural, promove a geração de emprego e renda e valoriza a produção de grupos de artesãos rurais. O programa apoia a estruturação dos grupos produtivos de forma sustentável, e incentiva a gestão participativa.

Concebido para resgatar antigas técnicas manuais que fazem parte da identidade brasileira – muito rica e variada – o programa trabalha ainda com o conceito de renovação e contemporaneidade. Assim, são valorizados o crochê, o ponto batido, o macramê, o labirinto, a renda renascença e chantilly, o fuxico, herança da tradição portuguesa, junto aos trançados indígenas e africanos.

Unidos a este trabalho estão designers, estilistas e arquitetos. Nomes como Ronaldo Fraga, Renato Loureiro, Jum Nakao e Heloísa Crocco, entre outros, orientam a criação de produtos diferenciados, feitos com acabamento cuidadoso e detalhes preciosos. As coleções partem da cultura e criação simbólica da região de cada artesã

STR Goianinha faz sua previsão orçamentária

STR de Goianinha comemora com seus associados e associadas as festas de final de ano. Ao mesmo tempo fez sua previsão orçamentária para o ex...