sábado, 3 de novembro de 2012

Estado terá R$ 150 milhões do PAC Seca

 

A política governamental estadual à área rural do Rio Grande do Norte, segundo a governadora Rosalba Ciarlini, se volta para garantir melhores condições de vida às famílias que vivem no campo. Diante da seca que se instalou no Estado, disse que o Governo do Estado investiu R$ 3 milhões na compra de forragem para atender o pequeno criador. “A forragem atenderá o criador que tem até dez cabeças de gado e até 35 cabeças de ovino e caprino. É pouco, e já levei a questão ao Ministério da Agricultura para que possamos ampliar e chegar a todos. Começamos com R$ 3 milhões e daremos continuidade”, afirmou.

Além dessa medida emergencial feita com recursos próprios, a governadora afirmou que recebeu ligação telefônica da presidenta Dilma Rousseff, que comunicou que no dia 9 de novembro, em Salvador/BA, haverá assinatura do PAC Seca (Programa de Aceleração do Crescimento voltado à seca do Nordeste), cujo objetivo é atender os Estados que enfrentam problemas relacionados à estiagem.
A governadora informou que já conseguiu R$ 150 milhões do PAC Seca, e também levou outros projetos para análise do Ministério da Integração Nacional, relacionados ao programa de adutoras do RN, e obteve resposta positiva. “Consegui mais uma adutora saindo da Barragem de Santa Cruz para a zona rural de Apodi. 22 comunidades rurais serão atendidas e isso será um benefício inestimável”, comentou.

Rosalba também disse que obteve a garantia da construção da barragem de Sussuarana, de Umarizeiro e a que fica perto de Alto do Rodrigues, no Vale do Açu, para dar segurança aos carcinicultores. “São mais R$ 100 milhões em obras. As regiões do Seridó e Oeste são as mais secas, mas temos ações fundamentais ao Trairi e Agreste, como reforço à adutora Monsenhor Expedito”.

“São ações estruturantes. Temos 200 poços que estão sendo equipados. Barragens subterrâneas, cerca de 600 já construídas. São estruturas importantes porque já dá para aproveitar onde existe água e também já estruturando para que possa acomodar água nas primeiras chuvas. A nossa meta 2 mil barragens. Vamos universalizar as cisternas para completar todas as casas. Estamos com 2.800 já avançadas e com cobertura avançada no Seridó. No total, são 17 mil cisternas. É um trabalho importante. Nossa meta é, ao final do nosso mandato, aposentar de vez o carro-pipa”, afirmou a governadora Rosalba Ciarlini.
Fonte: Gazeta do Oeste.
Postado por Sindicato dos Trabalhadores (as) Rurais de Felipe Guerra - RN, (STTR) às 05:38

STR Goianinha faz sua previsão orçamentária

STR de Goianinha comemora com seus associados e associadas as festas de final de ano. Ao mesmo tempo fez sua previsão orçamentária para o ex...