sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Grito dos Excluídos reúne 10 mil pessoas em Brasília

07/09/2016| 7 DE SETEMBRO




FOTO: Barack Fernandes


Está tendo luta sim! A 22ª edição do Grito dos Excluídos em Brasília demonstrou a força do povo, que lotou a Esplanada dos Ministérios para defender a democracia, o fora Temer e contra o retrocesso de direitos. Cerca de 10 mil pessoas, trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade, estudantes e militantes de várias categorias, no Dia da Independência do Brasil, vieram lutar pelos seus direitos e denunciar o golpe e o projeto político que o governo ilegítimo de Michel Temer está tentando impor à sociedade brasileira.
A CONTAG esteve presente na ação do Grito dos Excluídos, juntamente com as demais entidades que compõem o Campo Unitário, com cerca de 2 mil trabalhadores e trabalhadoras rurais que participam da Jornada de Lutas Unitária desde segunda-feira (05), unindo forças na luta pela reforma agrária, contra a criminalização dos movimentos sociais, contra a venda de terras para estrangeiros, contra a reforma da previdência e a reforma trabalhista, entre outros retrocessos.
“Fechamos a nossa Jornada de Lutas Unitária com chave de ouro, no dia da Independência do Brasil, com uma unidade muito forte entre o campo e a cidade. Foi um momento muito importante de passar essa mensagem coletiva de que independência para nós é a soberania do nosso povo, que independência é o respeito ao nosso voto. Mais do que nunca gritamos ‘Fora Temer’ de cabeça erguida, trouxemos as bandeiras do nosso povo do campo e reforçamos a luta da classe trabalhadora”, avaliou a secretária de Mulheres da CONTAG, Alessandra Lunas.
A secretária Geral da CONTAG, Dorenice Flor da Cruz, também expressou o seu sentimento com a realização deste Grito dos Excluídos com a força do povo em massa. “O meu sentimento é de muito orgulho das trabalhadoras e dos trabalhadores brasileiros. Juntos, estamos mostrando neste Grito dos Excluídos que estamos unidos, trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade, contra o retrocesso de direitos, em defesa da democracia. Não vamos ceder! Vamos lutar até o fim pelos nossos direitos conquistados, inclusive o nosso direito ao voto!”.
FONTE: Assessoria de Comunicação CONTAG - Verônica Tozzi

STR Goianinha faz sua previsão orçamentária

STR de Goianinha comemora com seus associados e associadas as festas de final de ano. Ao mesmo tempo fez sua previsão orçamentária para o ex...