terça-feira, 11 de outubro de 2016

CONTAG e CONTAR em audiência com o Ministro do Trabalho

11/10/2016| ORGANIZAÇÃO SINDICAL



FOTO: Barack Fernandes

Para tratar sobre a Organização Sindical no campo brasileiro e o processo de registro das entidades filiadas ao sistema CONTAG, a Diretoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares, representada pelo seu presidente Alberto Ercílio Broch; o secretário de Finanças e Administração, Aristides Veras; o secretário de Formação e Organização Sindical, Juraci Souto; o secretário de Assalariados e Assalariadas Rurais, Elias D´Ângelo; e ainda o presidente da Confederação Nacional de Assalariados(as) Rurais (CONTAR), Antônio Lucas; estiveram na tarde desta terça-feira(11), em audiência com o Ministro de Estado do Trabalho, Ronaldo Nogueira.
“Nós viemos abrir um processo de negociação que nós queremos ter com o Ministério, pois o mesmo dialoga diretamente com várias atividades que a CONTAG tem diuturnamente, assim, precisamos ter uma interlocução para resolver os problemas que atingem o Movimento Sindical. Aproveitamos a oportunidade para também trazer a questão do registro sindical da base da CONTAG, onde temos atualmente em torno de mil Sindicatos que ainda não têm o registro, dentre eles estão também os registros da CONTAR e FETAR´s”, ressaltou o presidente da CONTAG, Alberto Ercílio Broch.

A audiência também foi uma oportunidade encontrada pela CONTAG e CONTAR, de reivindicar pela continuidade da Política Nacional para os Trabalhadores (as) Empregados (as) Rurais – PNATRE.

“Reivindicamos pela continuidade da PNATRE, pontuando a necessidade do restabelecimento da Comissão Nacional dos Trabalhadores Rurais Empregados (Cnatre)”. Destacou Alberto.

A audiência mostra a harmonia da CONTAG e da CONTAR, estabelecida desde o início dos debates referentes a dissociação de categoria. Mostrando que apesar de serem organizações com suas especificidades, seguirão trabalhando juntas nas grandes questões da agricultura familiar e dos assalariados e assalariadas rurais.

Ao final, Ronaldo Nogueira, destacou que o Ministério estará aberto para receber as reivindicações da CONTAG e da CONTAR, sempre que precisar.


Saiba mais sobre a Política Nacional para os Trabalhadores (as) Empregados PNATRE

A PNATRE foi instituída pelo Decreto Presidencial n° 7.943, de 5 de março de 2013, tendo entre as diretrizes, o fomento à formalização e ao aprimoramento das relações de trabalho, o aperfeiçoamento das políticas de saúde, habitação, Previdência e segurança, o fortalecimento dos programas destinados à educação e a capacitação profissional dos empregados rurais.

A política tem o objetivo de reinserir trabalhadores rurais empregados que perderam seus postos de trabalho, gerando novas oportunidades de renda, assim como de intensificar a fiscalização das relações de trabalho rural e minimizar os impactos das novas tecnologias na redução do emprego. O decreto também prevê a promoção da alfabetização, escolarização, qualificação e requalificação profissional desses trabalhadores e o combate ao trabalho infantil.

Junto com o Pnatre, fica instituída a Comissão Nacional dos Trabalhadores Rurais Empregados (Cnatre), coordenada pelo Ministério do Trabalho e composta por 11 representantes do governo e até cinco da sociedade civil e seus suplentes.

FONTE: Assessoria de Comunicação CONTAG - Barack Fernandes

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Quarta plenária da juventude

Neste dia 05 na sede da FETARN, em Natal-RN, deu-se início a quarta plenária da juventude rural discutindo a sucessão rural, sem nenhum direito a menos. O evento conta com a participação dos jovens representantes dos municípios do nosso estado.

Pólo Alto Oeste da FETARN

Strs do Pólo Alto Oeste da FETARN se reúnem em Pau dos Ferros para avaliar as ações da região e marcar atividades nas comunidades rurais. A ...