quinta-feira, 14 de maio de 2015

Cerca de 2 mil agricultores são esperados na 17ª edição do Grito da Terra RN

Uma grande mobilização está sendo realizada nos nove polos sindicais pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte – FETARN para a 17ª edição do Grito da Terra RN que será realizado no dia 20 de maio, no Centro Administrativo de Natal. A expectativa da entidade é contar com a participação de aproximadamente 2 mil agricultores e agricultoras familiares, trabalhadores e trabalhadoras rurais.
A pauta de reivindicações do meio rural foi entregue ao governador Robinson Faria, ao Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa, ao Secretário Adjunto de Esporte e Lazer, Canindé de França, ao Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, José Mairton e a Secretária da Juventude, Maria Divaneide Basílio, no dia 10 de abril, durante uma audiência no auditório da Governadoria.
Nas últimas semanas, membros da diretoria e assessores da Fetarn estiveram reunidos com as principais secretarias do Estado, além de órgãos ligados ao meio rural como INCRA, INSS e EMATER, para debater os pleitos da pauta.
“O Grito da Terra é um evento que ocorre nacionalmente e em todos os estados brasileiros. A pauta reúne importantes reivindicações do meio rural com demandas hídricas, de educação, saúde, segurança, entre outros aspectos centrados na agricultura familiar. É de fundamental importância estimular esse debate com o poder público”, afirmou o Secretário de Reforma Agrária e Assuntos Fundiários, Raimundo Costa.
Entre os principais pontos da pauta estão ações emergenciais como a reativação do Comitê Estadual de Acompanhamento Permanente das Ações de Convivência com o semiárido; abastecimento de água para municípios em estado de emergência, implementação do fundo de convivência com o semiárido, construção de 8 mil cisternas de placas e 6 mil do tipo calçadão, perfuração, instalação ou recuperação de 300 poços tubulares e atendimento de 75 mil cotas do Programa Garantia Safra.
O documento solicita ainda a garantia da conclusão e do funcionamento da Central de Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar, recuperação de estradas imprescindíveis para o escoamento da produção, isenção fiscal de ICMS para insumos agrícolas e ração animal para os pequenos agricultores, reestruturação da assistência técnica e contratação por meio de concursos públicos de novos profissionais, regularização fundiária de 13 municípios das regiões do Mato Grande e Alto Oeste, ratificação dos títulos de propriedades da Serra de Santana, além de ações relacionadas à habitação rural, jovens e mulheres, segurança, recuperação e construção de escolas no campo, creches e centros de inclusão digital.
O Governador Robinson Faria se comprometeu a comparecer às 11h, no dia 20 de maio a mobilização do 17º Grito da Terra Rio Grande do Norte com respostas as reivindicações. “Muitas das solicitações da pauta já estão em andamento. Infelizmente os recursos são escassos e recebemos uma herança difícil do governo anterior, mas reafirmo o compromisso do nosso governo com o meio rural”, concluiu.


Mulheres do Serido em Marcha

Aconteceu hoje (07), pela manhã a 5° Marcha das Margaridas do Seridó na cidade de Acari, Mulheres de todo o Seridó foram as ruas de Acari m...