terça-feira, 18 de março de 2014

Encontro Regional Nordeste faz debate sobre os rumos do movimento sindical rural

FOTO: Ascom FETAPE

Começou na manhã desta segunda-feira (17), no Recife/PE, o Encontro Regional Nordeste da CONTAG. A atividade está reunindo dirigentes e assessores das Federações da Região e da Confederação. A abertura foi marcada por uma mística que ressaltou a força dos mais de 50 anos de luta do Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (MSTTR). Em seguida, foi realizada uma análise de conjuntura, na qual foi destacada a importância da participação direta do MSTTR em debates como a Reforma Política, o Plebiscito Popular e as Eleições de 2014, temas considerados fundamentais para o fortalecimento do Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS).



Elementos estruturantes para a vida da agricultura familiar e do assalariamento rural foram expostos, na perspectiva de subsidiarem os debates que acontecerão durante os três dias de Encontro. No momento em que foi destacada a importância de 2014 ser o Ano Internacional da Agricultura Familiar, as falas dos dirigentes chamaram a atenção para questões como o alto índice de informalidade no campo e a importância do Brasil nesse debate, já que o país é uma referência, devido as políticas públicas que já vêm sendo executadas para esse segmento, a partir da luta do MSTTR.

Ainda no período da manhã, as Federações tiveram espaço para expor a conjuntura político-partidária nos estados, identificando como cada situação dialoga com a proposta de fortalecimento do MSTTR. O diretor de Finanças e Administração da CONTAG, Aristides Santos, destacou a importância do Nordeste para os debates que decidem os rumos do Movimento Sindical Rural. “Por causa da capacidade de luta e formulação política dos nossos dirigentes, o Nordeste encara este encontro com muita responsabilidade, pois sabe que as suas posições têm um grande peso nas resoluções em nível nacional”, pontuou.

O diretor também afirmou que esse valor político da região faz com que a responsabilidade de cada participante do encontro seja ainda maior, no momento das decisões coletivas. “Por esse motivo, quando falamos, hoje, do tema eleições presidenciais, as Federações presentes decidiram propor ao Conselho Deliberativo da CONTAG o apoio à candidatura da presidenta Dilma à reeleição. Para isso, no entanto, ficou claro para nós que, a Confederação precisa apresentar a sua plataforma, de modo a cobrar que a atual presidenta assuma o compromisso de fazer mudanças mais estruturais, que tenham forte impacto na melhoria da qualidade de vida do homem e da mulher do campo”, destacou o diretor.

Os estados também apresentaram como estão se organizando para o lançamento de candidaturas, originárias do Movimento, ao parlamento, a partir de uma necessidade de melhorar a representação e ocupação dos espaços deliberativos.

Na pauta de hoje à tarde e dos próximos dias estão discussões sobre as estratégias de representação e representatividade no MSTTR; participação do Nordeste nas negociações e na mobilização do Grito da Terra Brasil, em abril, e a sustentabilidade político-financeira do Movimento.




FONTE: Assessoria de Comunicação Fetape

STR Goianinha faz sua previsão orçamentária

STR de Goianinha comemora com seus associados e associadas as festas de final de ano. Ao mesmo tempo fez sua previsão orçamentária para o ex...