terça-feira, 15 de outubro de 2013

Juventude discute propostas para consolidação de Plano de Desenvolvimento Rural

A Juventude Rural está reunida na 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS). A plenária paralela reuniu jovens de todo o País, no início da tarde desta segunda-feira (14), para debater a construção da autonomia e da emancipação da juventude para sua permanência no campo. As propostas desse público vão consolidar o Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PNDRSS).
O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Laudemir Müller, participou da mesa de abertura e apontou a participação na Conferência como um exemplo da capacidade política e de articulação da juventude rural brasileira. “Essa é uma Conferência muito importante, com grandes marcos, como a paridade e a representação. É a primeira Conferência com tamanha participação da juventude e queremos estimular isso, queremos ouvir. É uma luta de todos nós”, destacou.
Uma das conquistas da Conferência é a participação de pelo menos 20% de jovens. A assessora especial para juventude do MDA, Ana Carolina Silva, disse que a plenária coroa um processo de planejamento da inserção da juventude na Conferência. “A cota de 20% é um marco e com isso a gente dá um outro olhar. Estimulamos a participação do jovem na formulação das políticas para a juventude, e também do conteúdo. Já ultrapassamos essa cota, são quase 30%, e isso mostra que nós temos jovens no campo”, apontou.
Para a representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Eryka Galindo, a cota para a juventude é um dos mecanismos que proporcionam visibilidade. “Foram vários debates como conferências setoriais e virtuais, mas essa delimitação marcou. A plenária é um momento que possibilita a socialização dos jovens e o fortalecimento das propostas selecionadas”, ressaltou.
Dayonara Andrade, 21 anos, representa a juventude rural de Roraima. Para ela, estar na Conferência é uma oportunidade de dar voz aos jovens da sua região. "É uma responsabilidade muito grande. Estou aqui com o propósito de garantir a permanência do jovem no meio rural, a partir de mais projetos, mais cursos técnicos, cursos remunerados e investimentos, para que todos possam ter oportunidade por igual", salientou.



Tássia Navarro
(61) 2020-0227 / (61) 2020-0262
Imprensa@mda.gov.br

STR Goianinha faz sua previsão orçamentária

STR de Goianinha comemora com seus associados e associadas as festas de final de ano. Ao mesmo tempo fez sua previsão orçamentária para o ex...