sexta-feira, 27 de julho de 2012

Cerca de 3000 mil agricultores (as) foram as ruas de Apodi dizer não ao Perímetro Irrigado da Chapada.





Aconteceu na manhã do dia (25) em Apodi, uma grande mobilização da Agricultura Familiar com o intuito de lutar para barrar a instalação do perímetro irrigado no município de Apodi/RN, coordenado pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). 
Os movimentos sociais do Brasil solicitam a solidariedade de todo o país para lutar contra esse projeto que irá desapropriar mais de 13 mil hectares de terra na região da Chapada do Apodi/RN, expulsando centenas de famílias do campo e interrompendo os processos de agroecologia, biodiversidade e soberania alimentar que estão em curso na Região. 
A maioria dessas famílias e grupos é constituída de militantes dos movimentos sociais que serão expulsos de suas casas, de suas terras e de uma história de afirmação da agricultura camponesa, baseada na agroecologia e na soberania alimentar, que vem sendo construída por esses trabalhadores e trabalhadoras há mais de 60 anos.
Esse projeto coordenado pelo DNOCS só interessa à cinco grupos de empresários do hidro e agronegócio, desviando as águas da Barragem de Santa Cruz do Apodi para a irrigação de latifúndios. A ação dessas empresas em regiões próximas já mostrou seus efeitos perversos: contaminação da água, da terra e do ar com veneno usado nas plantações e exploração do trabalho de mulheres e homens no campo.
O evento que marca o Dia do Agricultor Familiar e contou com a participação de vários agricultores(as) do Médio e Alto Oeste Potiguar, além de movimentos sociais e sindicais, numa caminhada de 05km pela BR 405, os agricultores reivindicavam ainda pela continuidade de ATER do PDHC e pela desburocratização das linhas de créditos do Governo Federal.

Mulheres do Serido em Marcha

Aconteceu hoje (07), pela manhã a 5° Marcha das Margaridas do Seridó na cidade de Acari, Mulheres de todo o Seridó foram as ruas de Acari m...